Três Palavras Estranhas

Quando digo a palavra Futuro,
a primeira sílaba já pertence ao passado.
 
Quando digo a palavra Silêncio,
eu o destruo.
 
Quando digo a palavra Nada,
fabrico algo inacessível ao inexistente.
 
(Wislawa Zsimborska – versão do inglês para o português de André Junqueira Caetano e Orlando Bianchini)

 

 

 

Cidades históricas de Minas, aqui Mariana, guardiãs do mais precioso legado artístico e histórico do Brasil colônia. 300 anos depois, inestimáveis patrimônios da humanidade, monumentos imemoriais à liberdade, símbolos das riquezas que brotaram das minas … Sempre as Minas. As Minas Gerais.

 

 

 

Como Minas é mais — matas, montanhas, minério e memória — é preciso resgatar essas Gerais para os mineiros e mostrá-las, em encanto, a todas as gentes dessa terra.

 

 

 

O Rio Grande se transformou numa sucessão de lagos (Furnas, o maior deles, é o doce mar de Minas) que repousam entre as serras. Mas o Grande segue o seu curso, indomável? Talvez. Muitas e muitas léguas além, o grande rio se multiplica num encontro épico com o irmão das águas Paranaíba! Uai, mas que mundão é esse? São essas Minas Gerais sô!

 

 

 

Inquietação, curiosidade, lazer, superacão de limites ou ousadia? Quais sãos as motivações que importam aos ousados? Aventurem-se! Todas as possibilidades  se juntam à grandiosa natureza das Minas Gerais.

 

 

 

Fora de Estrada; viagem por longas e tortuosas trilhas; a desbravar vastos planaltos. Muito além de belas são as paisagens daqueles sertões. Serra do Espinhaço, caminho do diamante, estradas reais … Por Minas Gerais adentro!

 

 

 

Minas é mais e muitas: na face múltipla de suas paisagens, na diversidade cultural de seu povo, na exuberância de sua arte, das artes todas de cantar, falar e calar.

 

 

 

Artesanato (barro e fibra de taboa): a cultura popular mineira se expressa com vigor, riqueza e diversidade   —  arte do povo, intuitiva, ingênua. Utilitário ou figurativo, o artesanato mineiro é criação que aproveita as dádivas da natureza de todos os rincões das Minas Gerais.

 

 

 

Simples, singelos são os doces caseiros, uma tradição dulcíssima aos lares mineiros; um jeito muito especial  de agradar a quem chega; a visita. Aconcheque-se, sinta-se à vontade em nossa casa! Delicie-se! É mesmo de dar água na boca … Ou não é?